Abordagem interdisciplinar no tratamento da fratura corono-radicular: Relato de caso

Lucas Henrique de Souza Teixeira, João Lucas Carvalho Paz, Carlos José Soares, Milena Suemi Iriê, Nayara Teixeira de Araújo Reis, Priscilla Barbosa Ferreira Soares

Resumo


O traumatismo dento-alveolar é um problema de saúde pública e a fratura corono-radicular é um dos traumatismos mais comuns. Envolvem majoritariamente crianças do sexo masculino, as causas mais comuns são quedas e atividades esportivas. Paciente do sexo masculino, 18 anos, vítima de acidente de trânsito, buscou atendimento na Clínica de Traumatismo Dento-alveolar (FOUFU). No exame clínico, notou-se extrusão do dente 11 em relação ao homólogo, contato prematuro e mobilidade grau II, sugerindo possível fratura radicular. O teste de sensibilidade foi inconclusivo e percusão negativo. A radiografia evidenciou linha radiolúcida horizontal, confirmando o diagnóstico de fratura corono-radicular. Como tratamento, o dente foi reposicionado digitalmente e radiografado para confirmar o reposicionamento. Foi realizado contenção semi-rígida e ajuste oclusal, o paciente foi acompanhado durante 1 ano até diminuição do grau de mobilidade. O teste de sensibilidade pulpar foi realizado em todas consultas verificando-se resposta positiva gradual da vitalidade pulpar. Nas radiografias de controle notou-se uma formação de tecido radiopaco, semelhante ao tecido ósseo na linha de fratura o que pode ter ocasionado diminuição da mobilidade dental, desta forma, foi realizada a remoção da contenção. Conclui-se que a fratura corono-radicular é um traumatismo dental de alta complexidade, porém, passível de tratamento efetivo e satisfatório.


Texto completo:

Abordagem interdisciplinar

Apontamentos

  • Não há apontamentos.