Conhecimento, atitudes e práticas relacionadas as infecções sexualmente transmissíveis no sexo oral entre estudantes de odontologia

Márcio Vinícius Barbosa Rodrigues, Neila Paula de Souza, Eduarda Franco

Resumo


As infecc?o?es sexualmente transmissi?veis (ISTs) e o sexo oral esta?o diretamente associados. A pra?tica do sexo oral mostra-se menos arriscada para a transmissa?o do HIV, pore?m o inverso ocorre para a transmissa?o de outras ISTs como a si?filis, gonorreia, condiloma acuminado, entre outras. Sa?o raros os estudos que abordam o conhecimento, atitudes e pra?ticas sobre as ISTs transmitidas pelo sexo oral entre os estudantes de odontologia. O objetivo deste estudo sera? avaliar o conhecimento, atitudes e as pra?ticas relacionadas a?s IST transmissi?veis no sexo oral entre os graduandos da Faculdade de Odontologia do Centro Universita?rio do Triangulo, em Uberla?ndia-MG. Trata-se de um estudo transversal e observacional, com aplicac?a?o de um questiona?rio KAP (do ingle?s, Knowledge, AttitudesandPractices) aplicado aos graduandos do primeiro e do u?ltimo ano do curso de odontologia da UNITRI – Centro Universita?rio do Tria?ngulo, num total de 200 participantes. Espera-se com este estudo obter informac?o?es que possam despertar o interesse acade?mico para o tema da transmissa?o das IST e HIV por meio do sexo oral, de forma a sensibilizar os futuros profissionais de sau?de/odonto?logos para o diagno?stico e prevenc?a?o desses agravos de sau?de em seu cotidiano profissional.

Palavras-chave:Odontologia, Infecc?o?es Sexualmente Transmissi?veis, Si?ndrome de Imunodeficie?ncia Adquirida, Si?filis.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.