Hipersensibilidade dentinária no elemento 22: Relato de caso

Letícia Ferreira, Daniela Navarro Ribeiro Teixeira, Amanda Ribeiro Wobido, Alexandre Coelho Machado, Paulo Vinicius Soares, Igor Oliveiros Cardoso

Resumo


A hipersensibilidade dentinária (HD) é definida como uma sensibilidade exagerada da dentina vital exposta a estímulos térmicos, químicos e táteis. A exposição dos túbulos dentinários é responsável por uma redução do limiar de dor do paciente, motivo suficiente para que ele procure auxílio profissional. A obtenção de um correto diagnóstico é pré-requisito essencial para a realização de um tratamento adequado. A etiologia da HD é multifatorial: tensão, por meio de hábitos parafuncionais, oclusão traumática; fricção por atrito ou por abrasão; e biocorrosão, que é a degradação química, bioquímica e eletroquímica, provocada por ácidos de origem intrínseca e extrínseca. O objetivo do presente trabalho foi a apresentação de um relato de caso clínico no qual a paciente de 19 anos, compareceu a Clínica Odontológica da Universidade Federal de Uberlândia, alegando não conseguir beber água gelada ou ficar em ambiente com ar condicionado; apresentou índice nove segundo a Escala Visual Analógica (EVA); era portadora de bruxismo, doença do refluxo gástrico esofágico, e ausência de guia canina. Após controle dos fatores etiológicos foi realizado um protocolo de dessensibilização. 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.