“Molar C-Shaped”: Uma Variação Anatômica de Interesse Clínico

Yêza Maria Souza Assunção, Renata Pereira Georjutti

Resumo


A anatomia endodôntica, embora siga um padrão, pode sofrer algumas alterações, e se não observada, pode ter consequências negativas desde o acesso coronário até a obturação do canal, levando eventualmente ao insucesso do tratamento. O canal em forma de “C” (C- shaped) é uma das configurações anatômicas que causam dificuldades significativas durante a realização do tratamento endodôntico. O presente estudo teve como objetivo descrever a anatomia interna dos canais radiculares em molares com a variação anatômica em “C”, através da descrição de um caso clínico, de maneira a conseguir diagnosticar e tratar esta dificuldade anatômica. Canal em C acontece frequentemente nos molares inferiores e tem predominância na população asiática. Apresenta-se em forma de fita continua ou fenda, ligando os canais mésio-lingual, mésio-vestibular e distal, formando assim um arco de 180°. Dificuldades são encontradas no momento do diagnóstico pelo método radiográfico e somente pode ser confirmado com a exploração do assoalho da câmara pulpar durante o procedimento.


Texto completo:

Molar C-Shaped

Apontamentos

  • Não há apontamentos.