Principais ocorrências sistêmicas no consultório odontológico: Revisão de literatura

Ana Caroline Azevedo Alves, Thaís Cristina Mendes Rodrigues, Renata Afonso da Silva Pereira, Vinnicius Pita Vilela, Renata Pereira Georjutti

Resumo


O atendimento odontológico não está restrito a repercussões apenas na cavidade oral, visto que, devido ao aumento gradativo do número de indivíduos acometidos sistemicamente, as chances de ocorrerem eventos emergenciais durante a prática odontológica crescem a cada dia e podem acometer qualquer indivíduo, antes, durante ou após a intervenção odontológica. Inúmeros fatores podem contribuir ou desencadear uma intercorrência sistêmica durante o atendimento e dentre estas podem ser destacadas os acidentes e complicações das anestesias locais, pacientes cardiopatas e hipertensos, por exemplo. Entre as intercorrências sistêmicas mais comuns estão: síncope, crise hipoglicêmica, reações alérgicas, lipotimia, crise convulsiva, parada cardiorrespiratória, entre outras. O objetivo deste trabalho foi, através de uma revisão de literatura, avaliar e discutir as intercorrências sistêmicas mais comuns e condutas terapêuticas em consultório odontológico, ressaltando a importância do preparo do Cirurgião-Dentista diante destas situações. Torna-se necessário e obrigatório o conhecimento sistêmico do paciente pelo dentista, através de uma anamnese apurada, que somada à avaliação dos sinais vitais do paciente, fornecerá informações importantes a respeito do estado físico de saúde do paciente. Não obstante, o profissional deve estar amparado de equipamentos obrigatórios e necessários para reverter um quadro emergencial, além de drogas que auxiliam na obtenção de sucesso nesses quadros.

 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.