Impacto de distintos removedores químico-mecânicos de cárie na viabilidade de células pulpares de dentes decíduos

Washington Henrique Themoteo da Silva, Fernanda Rodrigues Guedes, Jessica Fernanda Pena Bonvicini, Luiz Renato Paranhos, Gabriela Leite de Souza, Ana Paula Turrioni Hildago

Resumo


A pesquisa tem como objetivo analisar o impacto direto dos removedores químico-mecânicos Brix 3000® (BX) e Papacárie Duo® (PD), na viabilidade de células pulpares de dentes decíduos. As células foram cultivadas (20.000 células/cm2) utilizando meio de cultura (DMEM com 10% de Soro Fetal Bovino). Os materiais BX e PD em diferentes concentrações 5%,1% e 0,1%, foram adicionados após 24 horas. O grupo controle compreendeu células em contato apenas com meio de cultura sem soro fetal bovino, sem adição de material. Foram realizados os testes de viabilidade (MTT) e morfologia celular (Microscopia Eletrônica de Varredura - MEV). A análise estatística foi realizada aplicando os testes one-way ANOVA e Tukey (p<0,05). O resultado das imagens em MEV apresentou alterações morfológicas e menor quantidade de células para ambos os agentes, principalmente em maiores concentrações. Os MTT indicaram diminuição em 47,5%, 28,7% e 18,9% para BX e em 80,2%, 55,3% e 25,3% para PD, nas concentrações de 5%, 1% e 0,1% respectivamente, em comparação ao grupo controle (p<0,05). O contato direto de ambos materiais com células pulpares de dentes decíduos revelou citotoxicidade, de forma que o BX mostrou níveis menores comparado com o PD.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.