Fratura do Complexo Zigomático Orbitário

Marina Silva Nicodemos, Larissa Rodrigues Santiago

Resumo


A fratura do complexo zigomático envolve suas quatro articulações nos ossos frontal, esfenoide, maxilar e temporal – arco zigomático. Devido a sua projeção proeminente, o malar está comumente envolvido em acidentes automobilísticos, agressão física e quedas. O diagnóstico é feito a partir da anamnese, exame físico com inspeção e palpação e exames de imagem, que evidenciam a perda de projeção zigomática, limitação de abertura bucal e acuidade visual prejudicada. O tratamento cirúrgico visa solucionar as queixas estéticas, visuais e funcionais do paciente e o tratamento conservador é indicado quando não há queixas. A etiologia do trauma, os achados clínicos e imaginológicos determinam o tipo do tratamento e a complexidade do procedimento cirúrgico caso necessário. O objetivo desse trabalho é relatar o caso de um paciente acometido de fratura do complexo zigomático orbitário tratado cirurgicamente. É pertinente ao cirurgião-dentista saber identificar e diagnosticar traumatismos da face e encaminhar ao cirurgião buco-maxilo-facial para devido tratamento.

 


Texto completo:

Fratura do Complexo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.