O efeito da luz e da abertura de boca na fotoativação de resina bulk fill em molares

Caio Rodrigo de Oliveira Morábito, Rodrigo José Moreira, Carlos José Soares

Resumo


Neste estudo foi avaliada a influência do tipo de luz e da dimensão de abertura de boca na fotoativação de resinas bulk fill em cavidades classe ll em segundo molar inferior. Oitenta molares de humanos receberam preparos cavitários MOD com profundidade de 4mm na caixa oclusal e 5mm nas caixas proximais. Os dentes foram restaurados com resina Bulk Fill de alta viscosidade (Opus Bulk Fill APS, FGM ou Filtek Bulk Fill One, 3M-ESPE) empregando duas fontes de luz diferentes: uma de corpo retilíneo (VALO Cordless, Ultradente) e uma de corpo angulado (Radii-Cal, SDI). Para simular a abertura de boca foi usado um manequim odontológico com abertura de boca interincisal definida em 45mm (normal) ou 25mm (limitada). Os dentes foram submetidos à fadiga térmica. Os dentes foram seccionados em sentido mesio-distal e após o polimento foi medido o grau de conversão da resina nas caixas proximais mesial e distal e na caixa oclusal. Os valores de grau de conversão das restaurações fotoativadas com VALO não foram influenciadas pelo tipo de resina nem pela abertura de boca, em contrapartida, os valores para as restaurações fotoativadas com a fonte Radii-Cal foram influenciadas pelo tipo de resina, abertura de boca e região da restauração.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.