ANÁLISE TRANSACIONAL E OS ESTADOS DE EGO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

MAIRA VANESSA SCHRAMM CRUZ

Resumo


O Estudo promoveu uma compreensão de como se deu a construção e desenvolvimento da teoria de Estado de Ego, seus conceitos de base, técnicas, bem como compreender as ênfases dos estudos e possíveis lacunas a serem preenchidas com novos estudos. A Análise Transacional é um estudo psicodinâmico, que enfatiza a modificação dos sentimentos, pensamentos e escolhas através do autoconhecimento e desenvolvimento pessoal tendo como objetivo uma linguagem simples e de fácil compreensão que são ligadas como os Estados de Ego, sendo eles: o Pai, o Adulto e Criança. Elegeu-se como método de pesquisa qualitativa, bibliográfica em livros e artigos. O presente trabalho é de suma importância dado o contexto social o qual se vive hoje, de tensões, estresse no dia a dia, exigências do cotidiano e também pela forma com que as relações têm se estabelecido, tudo isto gerando sofrimento psíquico e comprometimento sobre a saúde do indivíduo e grupos sociais. A Análise Transacional tem por objetivo entender o indivíduo diante de seu comportamento, tanto no aspecto social ou psicológico, visando obter sua própria autonomia. O estudo mostra-se relevante, pois permeia grande parte dos relacionamentos, impedindo ou colaborando para o crescimento e desenvolvimento adequados de pessoas e organizações.

 


Referências


BERNE, E. Análise Transacional em Psicoterapia. São Paulo: Summus, 1985. 242 p.

BERNE, E. Jogos da vida. Rio de Janeiro: editora arte nova, 1977.

BERNE,E. o que você diz depois de dizer olá. São Paulo: Nobel,1988

CREMA, R. Manual de Análise Transacional. 4. ed. Brasília: TELEDATA, 1982.

CREMA, R. Análise Transacional Centrada na Pessoa... e mais além. 4ª Ed. São Paulo: Ágora, 1985. 308 p.

COBRA, R. Q. Eric Berne, o criador da Análise Transacional. Disponível em < www.cobra.pages.hom.br/ecp-ericberne.html. Brasília.1998> Retirado em setembro de 2018.

GAY, P. Freud. Uma vida para nosso tempo. São Paulo: COMPANHIA DAS LETRAS, 1989.

GOULDING, M. M.; GOULDING, R. L. Ajuda-te pela análise transacional: a arte de viver bem com a terapia da redecisão. 4.ed São Paulo: IBRASA, 1985.

HARRIS, T. A. Sempre Ok. 3ª Ed. Rio de Janeiro: 1985. 249 p.

HARRIS, T. A. Eu estou ok, você está ok. Rio de Janeiro: Record, 2003. 268 p.

KERTÉSZ, R. Análise Transacional ao vivo. 3.ed. São Paulo: SUMMUS, 1987.

LEOPARDI, M. T. Metodologia da pesquisa na saúde. Santa Maria, RS: Pallotti, 2001.

LIMA, T. C. S.; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do

OLIVEIRA, M. G. Reflexões sobre Eric Berne. 1980.

PEDREIRA, A. A hora e a vez da competência emocional. Levando inteligência as emoções. 2. ed. Salvador: CASA DA QUALIDADE, 1997.

SANTOS, R. Metodologia científica: a construção do conhecimento. Rio de Janeiro: DP&L, 1999.

SERRA, F. Curso básico de Análise Transacional. Rio de Janeiro: Tecnoprint, 1979. esp., p. 37-45, 2007.

STEINER, C. & PERRY, P. Educação emocional. Um programa personalizado para desenvolver sua inteligência emocional. Rio de Janeiro: OBJETIVA, 1998.

TRIVINOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

WOOLAMS, S.; BROWN, M. Manual completo de Análise Transacional. São Paulo: Cultrix, 1979.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.