AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SONO E NÍVEL DE SONOLÊNCIA EM ESTUDANTES DO CURSO DE ESTÉTICA UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PRIVADO

Valéria Sachi Magazoni, Marcos Alves de Lima, Marcos Alves de Lima, Marcos Alves de Lima, Mayara Anna de Oliveira MEDEIROS,, Mayara Anna de Oliveira MEDEIROS,, Mayara Anna de Oliveira MEDEIROS,

Resumo


Resumo Introdução: Desde a antiguidade o sono vem sido alvo de interesse na clínica médica, sendo de fundamental importância para o ciclo biológico, manutenção e restauração física e essencial para o aprendizado. Tendo em vista que pessoas com distúrbios do sono tendem a ter mais disfunções, menos expectativa de vida e envelhecimento precoce entende-se que a má qualidade de sono está relacionada com a insuficiência de horas de sono. A alta prevalência de distúrbios de sono entre estudantes devido a dedicação integral com os estudos apresentam sono irregular devido as diversas tarefas acadêmicas resultando em grande gasto de energia. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar a qualidade do sono e nível de sonolência entre estudantes do curso de estética de uma instituição de ensino superior privada do município de Uberlândia-MG. Metodologia: Foram pesquisados 144 estudantes, os quais responderam aos questionários Índice de Qualidade de sono de Pittsburgh (PSQI) e à Escala de Sonolência de Epworth. Que é um instrumento que busca analisar a rotina de sono, a combinação da informação quantitativa e qualitativa sobre o sono. Resultados: De acordo com os resultados demostrados, foram encontrados que 33,33% dos estudantes do curso de estética apresentam forte probabilidade de pegar no sono durante alguma situação do cotidiano, correlacionando com a qualidade do sono, dificuldade para dormir, presença de dores, não adormecer em até 30 minutos, acordar no meio da noite para irem ao banheiro e por condições climáticas como o frio. Conclusão: Conclui-se que os estudantes do curso de estética de uma instituição de ensino superior privada do município de Uberlândia não apresentaram nível de sonolência diurna significante e a maioria dos pesquisados classificaram como sendo boa a qualidade do sono. Palavras-chaves: Qualidade do sono, Estudantes de estética, Escala de sonolência de Epworth, Sono.


Referências


Cardoso, H.C.; Bueno, F.C.C.; Mata, J.C.; Alves, A.P.R.; Jochims, I.; Filho, I.H.R.V.; Hanna, M.H. Assessing quality of sleep in medical students. Revista Brasileira de Educação Médica, Goiânia, Goiás, Brasil, v.33, n.3, p.349-355, 2009.

Segundo LVG, Neto FC, Paz DDA, Holanda MMDA. Aspectos relacionados à qualidade do sono em estudantes de medicina/Featurs related to quality of sleep in medical students. Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria,2017

Thays Maria da Conceição Silva Carvalho1 , Ivanildo Inácio da Silva Junior1 , Pedro Paulo Simões de Siqueira2 , Jarly de Oliveira Almeida3 , Anísio Francisco Soares4 , Anna Myrna Jaguaribe de Lima4. Qualidade do Sono e Sonolência Diurna Entre Estudantes Universitários de Diferentes Áreas, Rev Neurocienc 2013;21(3):383-387.

Jansen, JM., et. al. O tempo e o sono na medicina da noite. In: Jansen, JM., et. al., orgs. Medicina da noite: da cronobiologia à prática clínica. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2007, pp.21-45. ISBN 978-85-7541-336-4. Available from SCIELO Books.

GUYTON, A.C; HALL, J. E. Estados de Atividade Cerebral – Sono, ondas cerebrais, epilepsia, psicose. Tratado de fisiologia médica. Rio de Janeiro. 2017

Segundo LVG, Neto FC, Paz DDA, Holanda MMDA. Aspectos relacionados à qualidade do sono em estudantes de medicina/Featurs related to quality of sleep in medical students. Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria,2017

Ana Carolina Pascotto, Brigitte Rickmann Martins dos Santos. Avaliação da qualidade o sono em estudantes e ciências da saúde Assessing sleep quality in health occupations students, J Health Sci Inst. 2013;31(3):306-10

Dass, K.; Petrusan, A. J.; Beaumont, J.; Zee, P.; Lai, J. S.; Fishbein, A. Assessment of sleep disturbance in children with allergic rhinitis. Annals of Allergy, Asthma & Immunology. Vol. 29. Num. 1. 2017. p. 1-2.

Ribeiro CRFR, Silva YMGPD, Oliveira SMCD. O impacto da qualidade do sono na formação médica. Rev Soc Bras Clin Med. 2014 jan-mar;12(1):8-14

Castilho CP, Limas LMD, Monteiro ML, Silva PHMN, Bueno H, Fari TA. A privação de sono nos alunos da área de saúde em atendimento nas Unidades Básicas de Saúde e suas consequências / Sleep deprivation in medicla students in service at the basic health units and its consequences. Rev Med (São Paulo). 2015 abr.-jun.;94(2):113-9.

Fishbein, A.B.; Vitaterna, O.; Haugh, I.M. Nocturnal eczema: review of sleep and circadian rhythms in children with atopic dermatitis and future research directions. Journal of Allergy and Clinical Immunology. Vol. 136. Num. 1. 2015. p. 1170– 1177

SOUZA JCD et al. Sonolência diurna excessiva entre acadêmicos de psicologia. Psicol inf. [2013, vol.17, n.17

Obrecht A, Collaço IAL, Valderramas KCDM, Vargas EC, Szkudlarek AC. Análise da qualidade do sono em estudantes de graduação de diferentes turnos. Rev Neurocienc 2015;23(2):205-210

Pascotto AC, Santos BRMD Avaliação da qualidade do sono em estudantes de ciência da saúde. J Health Sci Inst. 2013;31(3):306-10

Santos AD, Bunchen DC. Qualidade de sono e Nível de sonolência dos acadêmicos da Universidade Federal de Santa Catarina Campus Araranguá.

Kabrita, C., Muça, T., & Duffy, J. Predictors of poor sleep quality among Lebanese university students: association between evening typology, lifestyle behaviours, and sleep habits. 2014 Nature and Science Sleep, 6, 11-18.

ALMEIDA, J. O. S; SIQUEIRA, P. P. S.; LIMA, A. M. J.; BRASILEIRO-SANTOS, M. S.; FILHO, V. C. G. Sonolência diurna e qualidade do sono em estudantes universitários de fisioterapia. ConScientiae Saúde, v.10, n.4, p.201-209, 2011; Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2014.

Felden, E. P.; Ferrari Junior, G. J.; Andrade, R. D.; Claumann, G. S.; Pelegrini, A.; Teixeira, C. S. Fatores associados à baixa duração do sono em universitários ingressantes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol 23. Num. 4. 2015. p. 94-103.

Araújo MFMD, Lima ACS, Alencar AMPG, Araújo TMD, Fragoaso LVC, Dasmaceno MMC. Avaliação da qualidade do sono de estudantes universitários de Fortaleza- CE. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2013 Abr-Jun; 22(2): 352-60.

Almeida JOS, Siqueira PPSD, Lima AMJD, Santos MDSB, Filho VCG. Sonolência diurna e qualidade do sono em estudantes universitários de fisioterapia.Conscientice Saúde, 2011:10

ARAÚJO, M. F. M; LIMA, A. C. S.; ALENCAR, A. M. P. G; ARAÚJO, T. M.; FRAGOASO, L. V. C.; DAMASCENO, M. M. C. Avaliação da qualidade do sono de

estudantes universitários de Fortaleza-CE. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, v. 22, n. 2, p. 352-60, Abr-Jun, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2014.

Pinto T, Amaral CS, Silva J, Leal I. Paiva T. Hábitos de sono e ansiedade, depressão e stesse: que relação?. Lisboa, 2012 actas do 12° colóquio de psicologia e educação.

Silva CDD, Ferraz GC, Souza LAF, Cruz LVS, Stilval MM, Pereira LV. Prevalência de dor crônica em estudantes universitários de enfermagem. Contexto Enferm, Florianópolis, 2011 Jul-Set; 20(3):519-25.

Avila, LA et.al. Caracterização dos padrões de dor, sono e alexitimia em pacientes com fibromialgia atendidos em um centro terciário brasileiro. Revista brasileira de Reumatologia, v. 54, n.5, p. 409-413, 2014.

Ferreira LRC, Martino MMF. Padrão de sono e sonolência do trabalhador estudante de enfermagem. Revista da escola de enfermagem da USP, São Paulo, v. 46, out de 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.