Recursos para a inclusão do contexto familiar no sucesso do tratamento odontopediátrico.

Ana Laura Sousa Ferreira, Carolina Garcia Lemes, Beatriz Perfeito de Melo, Nayara Rúbio Diniz Del Nero

Resumo


Muitas crianças tem medo de dentista e os cuidadores também por terem tido experiências ruins no passado, por isso o cirurgião dentista deve criar um ambiente agradável aos olhos da criança e ter um bom diálogo para que elas possam se sentir descontraídas e confiáveis. Além de informar os pais dos procedimentos que vão ser realizados antes. Visando melhorar a atenção bucal das crianças, deve se ajudar os cuidadores com orientações desde o início da gestação. O campo de ação do odontopediatra é vasto, dinâmico e muito abrangente. Diz respeito à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento integral da criança em todos os aspectos relacionados com a boca nas diferentes idades e fases de desenvolvimento. Nesta linha de pensamento, educação e prevenção têm papel fundamental. Além de dar orientação aos responsáveis sobre a higienização, é importante os mesmos estarem ciente sobre os procedimentos realizados dentro do consultório odontológico. Uma concepção positiva desses procedimentos nos primeiros contatos com a criança é fundamental para criar um vínculo melhor entre cirurgião dentista-criança-responsável e impor limites. Com isso, ajuda a criança a controlar o medo e ansiedade, para poder atender melhor a criança e policiar o descontrole emocional dela, o odontopediatra tem várias técnicas que ele pode utilizar durante o atendimento que são muito eficazes para controlar melhor isso e ter uma certa confiança da criança além de induzi-las a cooperar no tratamento. Os cuidadores precisam ser orientados quanto à importância da saúde bucal e de sua manutenção através da higiene do bebê, devem possuir conhecimentos sobre a amamentação natural e artificial, o controle da ingestão de açúcar e importância da aplicação do flúor. A educação em saúde bucal é o principal instrumento na saúde bucal coletiva, sendo cada vez mais requisitada, visando a uma adequada promoção de saúde. Este meio de abordagem é considerado de baixo custo e com possibilidades de alto impacto odontológico no âmbito público e coletivo. Assim sendo, o grande desafio da odontologia atual é o de atuar junto à população infantil, provendo-a de informações necessárias ao desenvolvimento de hábitos para manter a saúde e prevenir as doenças bucais.  Os cuidadores tem um papel fundamental na educação em saúde dos seus filhos. A implementação de programas de orientações deveria ser feitas para a população mais carente de informações. O cirurgião dentista deve explicar sempre o que ele for realizar tanto para o cuidador quanto para a criança, mantendo sempre o vínculo cirurgião-dentista/criança/responsável.


Texto completo:

Recursos para a inclusão

Apontamentos

  • Não há apontamentos.