ELEMENTOS DE DEPRESSÃO, SATISFAÇÃO E A RELAÇÃO SOCIAL NO AMBIENTE UNIVERSITÁRIO NA ÁREA DA SAÚDE

Vera Sampaio Attuch, Brenda Caroline Silva, Bruna Testa Mendonça, Daiany Froio Arcas Plazza, Jessica Silveira Mariano, Mirian Cristina Luciano Almeida

Resumo


O ambiente universitário, o suporte social e satisfação pessoal, expõe o estudante da área da saúde a experiências extenuantes, vulnerabilizando-os a fatores depressivos. O objetivo geral é verificar a relação entre depressão e satisfação em estudantes da área da saúde; assim como compreender e analisar a satisfação pessoal e os fatores depressivos nesses estudantes. É uma pesquisa bibliográfica, descritiva e quantitativa. Participaram 90 estudantes, sendo 10 de cada curso, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Medicina, Odontologia, Psicologia, Nutrição e Fisioterapia, 68,5% do gênero feminino e 31,5% masculino, a média de idade foi 23,5 anos. Aplicados três instrumentos: um questionário sociodemográfico, Inventário de Depressão de Beck (2001) e Escala de Satisfação e Suporte Social de Ribeiro (1999). Foi verificado que com o aumento dos níveis de depressão, a satisfação e o suporte social tendeu a diminuir, em relação à idade isso não teve relevância, 89,9% dos estudantes responderam estar satisfeitos com o curso, sendo refutada a hipótese de que os estudantes da área da saúde são depressivos por se sentirem insatisfeitos com o curso. Analisando possíveis implicações individuais e sociais, é possível planejar estratégias que previnam transtornos psíquicos nos universitários da área da saúde.


Texto completo:

ELEMENTOS DE DEPRESSÃO

Referências


ALFORD, A. BRAD; BECK, A. T. Depressão causas e tratamento – 2º ed. SãoPaulo: Artmed, 2011.

ALMEIDA, L. S., SOARES, A.P., GUISANDE, M.A. & PAISANA, J. – 2007.Rendimento acadêmico no ensino superior: Estudos com alunos do 1ºano.Revista Galego-Portuguesa de Psicologia X Educação. Aceito em /2007. Disponível em >> http://www.scielo.br/pdf/pee/v15n2/v15n2a10<< Acesso em 05/12/2018.

BECK, A. T.; DAVIS, D. D.; FREEMAN, A. Terapia cognitiva dos transtornos de personalidade. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017. 440 p.

CUNHA, J. A. Manual da versão em português das Escalas Beck. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

CRUZ, C. M. et. al. O suporte social dos estudantes do ensino superior. International Journal of Developmental and Educational Psychology. Revista INFAD de Psicología., [s.l.], v. 2, n. 1, p. 81-88, jul. 2016.

DALGARRONDO, Paulo. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais- [recurso eletrônico] / Paulo Dalgalarrondo. – 2. ed. – Porto Alegre : Artmed, MI-GAP MANUAL DE INTERVENSÕES – OMS, 2008.

LAKATOS, E. N.; MARCONI, M. A. Metodologia do Trabalho Científico. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5 / – 5. Ed.– Porto Alegre: Artmed, 2014.

MIRANDA, V. S. et al. Panorama da satisfação dos acadêmicos da faculdade de estudos sociais da Universidade Federal do Amazonas. Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, Florianópolis, p. 310-331, set. 2013.

OMS – Organização Mundial de Saúde. Programa de Ação Mundial em Saúde Mental. Manual mhGAP de Intervenções para Transtornos Mentais, Neurológicos e por Uso de Álcool e outras Drogas para a Rede de Atenção Básica à Saúde. [recurso eletrônico]. 1. Ed. Genebra: Library WHO, 2010. Disponível em: http://materiais.cenatcursos.com.br/manual-oms-saude-mental >>. Acesso 21 jul.2017.

PERES, U.T. Depressão e Melancolia – 3. Ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.,2010.

PINTO, N. G. M. et. al. Satisfação acadêmica no ensino superior brasileiro: uma análise das evidências empíricas. Revista Brasileira de Ensino Superior, Passo Fundo, v. 3, n. 2, p. 3-17, dez. 2017.

SCHLEICH, A. L. R.; POLYDORO, S. A. J.; SANTOS, A. A. A. Escala de satisfação com a experiência acadêmica de estudantes do ensino superior. Aval. psicol., Porto Alegre, v. 5, n. 1, p. 11-20, jun. 2006.

TEODORO, W.L.G. Depressão: corpo mente e alma - Uberlândia - MG: 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.